Zenith Forex carreira Jack Daniels Melhor Forex Estratégia Forex trading para ganhar dinheiro Sistema de trade de liberalização Análise do Mercado Forex PDF Forex Mundo Cargo Filipinas Truques de negociação de opções bacanas Swing Forex Estratégia Como as Forex Centrum Forex Taxa de câmbio Dia Trading Forex Live YouTube forex utah. O leilão de swap forex é Opções binárias Rich Forex Trading. NBAD Forex Trading. Ponto Pivot Opções binárias Trading Strategy Videos Estratégia de negociação de jacaré Você tem sistema de Forexchange grupo forex Opções binárias S & P 500 Bangladesh Negociação multi estratégia Indicador de Alerta de Bollinger Bands MT4 Terminologia Forex para iniciantes PDF Forex Broker Killer 1 minuto Estratégia Barclays Zâmbia Forex. Data de Banco Estadual da Índia Forex Ramos Pune man Aprenda Forex Negociar software de sistema de negociação automática state dating laws in Sint Genesius Rode Belgium speed dating central Natal Brazil ヒマラヤ外国為替プライベートリミテッドリミテッド toerana hookup Antsirabe Madagaskar
Quarta, 01 Julho 2020 17:22

7º Congresso Unificado: consciência de classe e unidade para enfrentar novos desafios

Evento promoveu grande exercício democrático e coletivo para construção das reivindicações da categoria e eleição dos delegados para o CONFUP

 

No último fim de semana, em 26 e 27 de junho, os petroleiros e petroquímicos se reuniram via plataforma virtual para construir coletivamente pautas de reivindicações dentro do tema “Democracia, Emprego e Revolução Digital do Trabalho”. Durante todo evento, desde a abertura (leia aqui) até seu desfecho, a tônica da categoria foi que o momento é de unidade.

 

“Procuramos mostrar o cenário. Trazer equipes técnicas e oferecer todo suporte para construir reivindicações coletivas. Uma coisa é certa, os trabalhadores do Sistema Petrobrás, em sua maioria, não estão satisfeitos com a atual política da empresa”, disse Alexandro Guilherme Jorge, presidente do Sindipetro PR e SC.

 

O alinhamento com a base foi responsável por construir itens de reivindicações dos petroleiros que serão levados ao XVIII Congresso Nacional da Federação Única dos Petroleiros na segunda quinzena deste mês.  

 

Encaminhamentos

 

A programação de sábado (27) começou pela manhã com uma rodada de abordagens (leia aqui) sobre os temas do Congresso. Foram aprofundados itens como o Acordo Coletivo de Trabalho, o momento dos trabalhadores do Sistema Petrobrás e a conjuntura para fora das fronteiras da estatal.

 

Depois os participantes se reuniram em salas virtuais específicas para os Grupos de Trabalho. Após os estudos e proposições, já no período da tarde, foram aprovados os encaminhamentos e os delegados para o CONFUP eleitos.

 

Confira alguns destaques

 

:: Os trabalhadores afirmam que a negociação tem que respeitar os ritos históricos da FUP para construção das pautas (primeiro nos Congressos Regionais, no Congresso Nacional e depois será levado os itens nacionalmente definidos);

 

:: Luta permanente pela manutenção de todos os direitos dos trabalhadores e não permitir que a atual gestão dificulte a organização sindical;

 

:: Entendimento que o teletrabalho é um desafio real. Uma “modalidade” que pela primeira vez é massificada na empresa e deve ser intensamente fiscalizado. Trata-se de uma nova fronteira de lutas por direitos e se tornou um tema relevante;

 

:: AMS/PETROS => os trabalhadores farão oposição aos planos de privatização da Petrobrás e dentro deste contexto está a luta pela manutenção da Assistência Multidisciplinar de Saúde (AMS) para ativos, aposentados e pensionistas da estatal;

 

:: Defesa inegociável da democracia e das bandeiras de lutas contra as privatizações dos setores públicos e se somar a outras categorias criando participações mais amplas;

 

:: Denunciar na mídia e nos canais oficiais das entidades de classe os desmandos da atual gestão da empresa;

 

:: Fortalecer o trabalho de base, realizar campanhas de comunicação e diálogo com a sociedade.

 

Moções

 

:: Aprovada moção de anistia aos trabalhadores petroquímicos da Araucária Nitrogenados S/A (Ansa) e de retorno do funcionamento da Fafen-PR;

 

:: Aprovadas moções de repúdio às medidas da Petrobrás no combate à pandemia; à postura diante das vítimas da Covid-19 na estatal; assim como em solidariedade às famílias e aos profissionais da saúde no combate ao novo coronavírus.

 

 

Ao final do 7º Congresso Unificado dos Petroleiros e Petroquímicos os trabalhadores tiveram que ativar o áudio do computador ou do smartphone para ter um pouco mais de proximidade e escutar os aplausos dos participantes. Reflexo das adequações que a classe trabalhadora faz para cumprir seus cronogramas de atividades. A conclusão, após dois dias de debates e palestras, é que com unidade e formação política se constrói a resistência permanente contra o autoritarismo da atual administração da Petrobrás.

 

A organização agradece todas e todos os participantes do Congresso Unificado, em especial às assessorias que vieram para ajudar nos Grupos de Trabalho: o advogado Adilson de Oliveira Siqueira (Escritório Normando Rodrigues Advogados e Associados); o advogado Sidnei Machado (assessor jurídico do Sindipetro PR e SC); os dirigentes André Santana (Sindipetro BA), Rafael Crespo (Sindipetro NF) e Norton Almeida (Conselheiro PETROS); e ao companheiro “Luizinho”, Luiz Antônio Alves de Azevedo (CUT-Nacional).

 

 

Por Regis Luís Cardoso.  

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro