Quarta, 28 Abril 2021 21:45

Petroleiros fazem novo trancaço e alertam trabalhadores sobre a falta de segurança no Xisto

A intransigência da gestão da Petrobras continua; empresa ignora as pautas do movimento grevista

 

 

Na manhã dessa quarta-feira (28), petroleiros protestaram mais uma vez com trancaço na entrada da Usina do Xisto (SIX), em São Mateus do Sul (PR). O objetivo foi denunciar a falta de segurança dos trabalhadores e o possível fechamento da unidade.

 

Para o dirigente do Sindipetro PR e SC, Rafael Palenske, é importante a “conscientização da força de trabalho a respeito dos temas”. O movimento grevista iniciou no dia 26 de março e reivindica informações quanto a um possível processo de mobilidade dentro da empresa diante do cenário privatista, além de denunciar o sucateamento dos equipamentos e a inconsequente redução de técnicos de segurança no turno ininterrupto de trabalho.

 

A empresa não quis negociar uma equipe de contingência durante a greve, algo preocupante e que deveria ser motivo de alerta para os gestores municipais, pois realocar trabalhadores para assumir funções das quais não são devidamente treinados remete a um potencial risco de acidente nas instalações, o que consequentemente atingiria a comunidade do entorno da usina.

 

O sindicato dispõe de equipe de contingência devidamente habilitada para a segura continuidade operacional nesse período de paralisação. No entanto, esses trabalhadores são impedidos de acessar a unidade para garantir fabricar os produtos essenciais à população. Mais uma vez a empresa se mostra irresponsável frente à segurança de seus funcionários, meio ambiente e saúde das pessoas.

 

Enquanto não houver a abertura de negociação das pautas, os trabalhadores do Xisto continuarão a expor os absurdos praticados por essa gestão da Petrobrás, que preza pelo lucro em detrimento de vidas.

 

Por Juce Lopes, estagiária sob supervisão de Davi Macedo (MTb 5462)

Última modificação em Quarta, 28 Abril 2021 21:58

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro