Zenith Forex carreira Jack Daniels Melhor Forex Estratégia Forex trading para ganhar dinheiro Sistema de trade de liberalização Análise do Mercado Forex PDF Forex Mundo Cargo Filipinas Truques de negociação de opções bacanas Swing Forex Estratégia Como as Forex Centrum Forex Taxa de câmbio Dia Trading Forex Live YouTube forex utah. O leilão de swap forex é Opções binárias Rich Forex Trading. NBAD Forex Trading. Ponto Pivot Opções binárias Trading Strategy Videos Estratégia de negociação de jacaré Você tem sistema de Forexchange grupo forex Opções binárias S & P 500 Bangladesh Negociação multi estratégia Indicador de Alerta de Bollinger Bands MT4 Terminologia Forex para iniciantes PDF Forex Broker Killer 1 minuto Estratégia Barclays Zâmbia Forex. Data de Banco Estadual da Índia Forex Ramos Pune man Aprenda Forex Negociar software de sistema de negociação automática state dating laws in Sint Genesius Rode Belgium speed dating central Natal Brazil ヒマラヤ外国為替プライベートリミテッドリミテッド toerana hookup Antsirabe Madagaskar
Segunda, 25 Outubro 2021 21:05

Tabela de turno: Após cobrança da FUP e Sindipetro Caxias, nova mediação será realizada com o TST para resolver impasse criado por Petrobrás

O ministro Ives Gandra se comprometeu a fazer uma nova mediação ainda esta semana. Medida é mais um esforço para que a gestão da Petrobrás cumpra o compromisso acordado no final da greve de fevereiro de 2020, de pactuar com os trabalhadores tabelas de turno aprovadas nas assembleias.

 

 

[Da imprensa da FUP | Foto: Agência Petrobras]

 

A FUP retoma esta semana a mediação com o Ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ives Gandra, como mais uma tentativa de resolver o impasse criado pela gestão da Petrobrás em torno da tabela de turno nas refinarias. A nova mediação foi definida pelos sindicatos, no último dia 21, durante reunião do Conselho Deliberativo da FUP, em resposta ao descumprimento sistemático por parte da Petrobrás do acordo mediado com o TST no final da greve de fevereiro de 2020, que garantiu o compromisso da empresa em pactuar com os trabalhadores tabelas de turno que fossem negociadas e aprovadas pela categoria em assembleias.

 

À revelia do que foi acordado na mediação, a gestão bolsonarista da Petrobrás está implantando, de forma unilateral, a tabela 3x2 (três dias de trabalho e dois dias de descanso), que foi rejeitada pelos trabalhadores. Em assembleias realizadas em setembro, a categoria voltou a afirmar que não aceita a imposição de tabelas de turno que não foram escolhidas pelos trabalhadores e aprovou mobilizações para se contrapor à medida da empresa, paralelamente às ações jurídicas dos sindicatos para fazer valer o acordo mediado com o TST.

 

Gestão mente sobre acordos assinados

A gestão da Petrobrás segue desrespeitando os trabalhadores, as entidades sindicais e o próprio judiciário, recorrendo, inclusive, a mentiras para tentar pressionar a categoria a aceitar goela abaixo a tabela de turno que melhor convém à empresa.

 

Uma das táticas utilizadas são informes mentirosos, onde os gestores da Petrobras alegam que poucos sindicatos ainda não assinaram o acordo, o que não é verdade. Das 14 refinarias que a empresa anuncia em seus informes, apenas na REPLAN, o acordo foi assinado, após aprovação dos trabalhadores. Além dessa base, somente a RPBC já tinha acordo pactuado no âmbito da mediação, e a REFAP e a SIX têm acordos judiciais, com tabelas de 8 horas. Veja abaixo.

 

Terminais da Transpetro e PBio

O diretor da Secretaria de Assuntos Jurídicos da FUP, Arthur Ragusa (Bob), chama atenção para o fato de que, diferentemente das refinarias, a negociação de tabela de turno com a Transpetro e a PBio ocorreu de forma tranquila e transparente, com cláusulas que representaram fielmente o que foi tratado com as entidades sindicais. “Quase todos os terminais já fecharam acordo com a Transpetro, a maioria com regimes de 12h. As minutas do acordo de fato representam o que foi pactuado no TST. Nas usinas da PBio também foi assinado acordo para o turno de 12h, sem cláusulas controversas. Nestas duas subsidiárias integrais da Petrobrás, a negociação ocorreu de forma muito mais tranquila e transparente. Qual a dificuldade da controladora então?”, questiona. 

 

Nas bases de apoio às plataformas e na Refinaria Clara Camarão (RN), que foi incorporada à área de E&P em 2017, o regime de turno de 12h foi mantido.

 

Refinarias SEM acordo de tabela de turno: 

REPAR (PR)

RECAP (SP)

REVAP (SP)

REDUC (RJ)

REGAP (MG)

RLAM (BA)

Abreu e Lima (PE)

REMAN (AM)

LUBNOR (CE)

Em todas essas bases, os sindicatos recorreram à justiça para evitar o retorno da tabela 3x2

 

Refinarias COM acordo pactuado: 

REPLAN (SP) - 12h - minuta da Petrobrás

RPBC (SP) - 08h - minuta da mediação de greve

 

Refinarias com acordos judiciais: 

SIX (PR) - tabela definida judicialmente após greve

REFAP (RS) - tabela definida por ação do MPT

Ambas as bases estão em regime de 8h, sendo que na REFAP a tabela foi referendada em assembleia.

 

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro