Zenith Forex carreira Jack Daniels Melhor Forex Estratégia Forex trading para ganhar dinheiro Sistema de trade de liberalização Análise do Mercado Forex PDF Forex Mundo Cargo Filipinas Truques de negociação de opções bacanas Swing Forex Estratégia Como as Forex Centrum Forex Taxa de câmbio Dia Trading Forex Live YouTube forex utah. O leilão de swap forex é Opções binárias Rich Forex Trading. NBAD Forex Trading. Ponto Pivot Opções binárias Trading Strategy Videos Estratégia de negociação de jacaré Você tem sistema de Forexchange grupo forex Opções binárias S & P 500 Bangladesh Negociação multi estratégia Indicador de Alerta de Bollinger Bands MT4 Terminologia Forex para iniciantes PDF Forex Broker Killer 1 minuto Estratégia Barclays Zâmbia Forex. Data de Banco Estadual da Índia Forex Ramos Pune man Aprenda Forex Negociar software de sistema de negociação automática state dating laws in Sint Genesius Rode Belgium speed dating central Natal Brazil ヒマラヤ外国為替プライベートリミテッドリミテッド toerana hookup Antsirabe Madagaskar
Quarta, 01 Dezembro 2021 22:02

Denúncia: SIX comete irregularidade ao favorecer terceirizada

Denúncia: SIX comete irregularidade ao favorecer terceirizada Rogério Reis / Agência Petrobras

Unidade beneficia a Sathel ao não fazer cumprir contrato firmado com a empresa


 
A Usina do Xisto (SIX), unidade da Petrobras de São Mateus do Sul (PR), está violando o princípio da legalidade ao se encarregar da manutenção de equipamentos da Sathel Energia S/A.  O Sindipetro PR e SC teve acesso a uma série de documentos que comprovam a prática e beneficia a terceirizada de forma extracontratual.



A empresa tornou-se responsável pelo fornecimento de vapor na SIX. O objetivo era reduzir custos através do aluguel de caldeiras para usina e assim apresentar um negócio com falsas características de eficiência.



No entanto, devido aos constantes problemas técnicos e de gestão, a Sathel se utiliza da equipe de manutenção contratada pela SIX para realização desses serviços, os quais deveriam ser integralmente de responsabilidade da terceirizada, como consta em contrato.



Ao contrário de como é feito entre empresas privadas, os contratos que envolvem administração pública devem ser seguidos à risca por ambas as partes. Neste caso, tanto a Petrobras como a Sathel violam o princípio da legalidade, pois estão desrespeitando a licitação e o acordo assinado.



Apesar da terceirizada descontar mensalmente os custos das manutenções, a prática é irregular, uma vez que a empresa se utiliza dos recursos da usina em benefício próprio. O Sindicato irá encaminhar as denúncias aos órgãos competentes e espera que os envolvidos sejam responsabilizados.

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro