Mostrando itens por tag: carta aberta
Sexta, 20 Março 2020 01:17

A FEDERAÇÃO ÚNICA DOS PETROLEIROS – FUP, e seus sindicatos abaixo relacionados, vêm trazer a público a reivindicação que ora fazem às empresas do Sistema Petrobrás, a respeito da exposição a contágio dos trabalhadores próprios e terceirizados.

Quinta, 22 Junho 2017 19:49

Carta aberta foi divulgada pelo Sindipetro PR e SC na tarde desta quinta-feira (22)

Segunda, 10 Outubro 2016 19:45

Companheiras e companheiros que sentem orgulho desse crachá verde no peito. Mulheres e Homens que viram na Petrobrás o emprego ideal:

 

Chegou a hora da verdade!

 

E a verdade vocês não devem buscar no papel. Código de Ética, discursos do Parente... não é aí que está a verdade.

 

Claro, na hora do sufoco, do medo, da insegurança, a gente tende a acreditar que o discurso mais confortável seja verdadeiro. Porque, dentro de nós, gostaríamos que fosse verdadeiro.

 

Como os prisioneiros de campos de extermínio, entrando na câmara de gás. O guarda grita que é apenas um chuveiro coletivo, e boa parte acredita, contra todas as evidências. Porque seria bom que fosse apenas um chuveiro.

 

O discurso do guarda é, hoje, o discurso do Parente, da Diretoria, e gerentes da Petrobrás.

 

O falso chuveiro, o gás letal, será o fim intencional da Petrobrás, se nada fizermos.

 

Parente afirma que em 2020 a empresa estará saneada e maior, enquanto todas as medidas que toma apontam o contrário. Ele sabe que é mentira. E você sabe que é mentira.

 

Porém, muito petroleiro acredita, porque prefere esconder a cabeça na areia para não ver o pior.

 

A verdade está nos fatos. Na prática. No que acontece hoje, dentro e fora da empresa: o DESMANCHE. A CÂMARA DE GÁS.

 

Você ainda duvida? Veja a entrega do Pré-Sal. “Ah, foi o Congresso!” Parente defendeu a proposta, e trabalhou para isso abertamente.

 

A Petrobrás é uma história vitoriosa de desafios aos interesses internacionais. Sua criação, e cada momento de expansão, só aconteceram por mobilização dos trabalhadores.

 

O seu crachá verde, hoje, só existe porque quem veio antes de você lutou por ele. E se você não lutar, ele deixará de existir.

 

Esse é um momento de escolha. O que está em jogo são as vidas, da empresa, nossa, e de nossas famílias. A única coisa que pode impedir o fim da Petrobrás é a luta.

 

É hora de você se posicionar ao lado de quem é empregado da Petrobrás, como você. Só existe este lado e o outro: o lado dos entreguistas, que com falso discurso de combate à corrupção doam nossas riquezas e desmancham nossa empresa. Não existe um terceiro lado. Não existe areia para enfiar a cabeça.

 

Aqueles que acham que, no fim, restará meia dúzia de empregos, e que, por isso, vale mais a pena ficar do lado dos que vão destruir dezenas de milhares de famílias, esperando ser um dos 6 únicos futuros crachás-verdes, estejam avisados: você quer ser o guarda do campo de extermínio, e será tratado como tal.

 

 

 Rio de Janeiro, 10 de outubro de 2016

Federação Única dos Petroleiros

Jornal Revista

Edição Nº 1418

Veja Todos os Jornais

TV Sindipetro